domingo, 26 de janeiro de 2020

SALKANTAY AO INSOLENTE ÍCARO PÉS DE MONTANHA




Quem és?
Humano insolente
erguendo-se em tempo
ante mim de tempo erguido.

Sou massa
feita de ti.
Carne da rocha
e d’água que guardas.
Sonho montado
n’alma que te dei.
Tu és pedra,
eu sou tu.
Sendo!
Ao que és dei sonho:
Corpo de tua matéria
e alma de meu corpo
tuas alturas sonhando.
Do fogo te fizeste
do confronto t’ergueste,
de ti me fiz
e deste voo tua alma.
Fizeste-te:
Fazendo-me.


Luís Novais

Sem comentários:

Publicar um comentário